Lilith em Câncer: como age e qual o seu significado?



Você já ouviu falar de Lilith? Ela é, com certeza, um grande símbolo do feminino. E, como tudo que tem a ver com a mulher em uma sociedade patriarcal, muito da questão de o que é Lilith é obscuro. Lilith é um demônio? Lilith é uma deusa?

Há muitas representações do que é Lilith: em primeiro lugar – e a principal representação – é que ela é uma deusa, ou melhor, um aspecto escuro da deusa. Mas não necessariamente quer dizer que ela é ruim, mas sim que trabalha com a nossa sombra.

lilith em câncer





e

Características dos signos

Lilith também é o suposto segundo satélite natural da Terra, ou seja, uma segunda Lua, cuja massa é igual à Lua que conhecemos. Também temos o asteroide 1181, que recebeu o nome de Lilith.

Sendo assim, a influência de Lilith é clara: assim como a própria deusa, que o patriarcado fez de tudo para suprimir, também é comum que tentemos fugir de nossas sombras e de nossos desejos mais ocultos. Porém, Lilith é a Lua Negra que, mesmo que não possa ser vista, ela está lá.

Desse modo, é claro que a influência de Lilith pode, sim, ser destrutiva, pois ela nos convida a trabalhar com o que está oculto. Por isso, quando aceitamos a nossa sombra e aprendemos a trabalhar com ela, Lilith pode ser, sim, muito gentil.

Neste artigo, você vai descobrir o que é Lilith, ou melhor, quem é Lilith, qual é a influência de Lilith em nós e, é claro, quais são as características de Lilith em Câncer.

O que é Lilith e qual é sua história?

Apesar de ser desconhecida por muitas pessoas, Lilith é uma figura que está presente em diversas religiões.

Lilith foi criada antes mesmo do ser humano: quando o Sol e a Lua foram criados, eles não se davam bem, já que estavam em pé de igualdade tanto em relação ao tamanho quanto luminosidade.

Para acabar com as brigas, Deus afastou a Lua, que ficou menor e perdeu a capacidade de ter luz própria. Com esse processo, a Lua Negra foi criada, que nada mais é do que Lilith. Então, o Criador baniu Lilith para o mundo humano.

Lilith foi criada “à imagem de Deus o criou: macho e fêmea os criou.” (Gênesis, 1,27) e, por isso, ela não permitia que Adão a dominasse, especialmente nas relações sexuais, em que ele tentava demonstrar superioridade ao ficar apenas por cima dela. Ela, então, partiu do Jardim do Éden.

Deus enviou os anjos Sanvi, Sansanvi e Samangelaf para trazer Lilith de volta para Adão, entretanto, ela não quis voltar, mesmo sob ameaças. Ela noivou com Samael – o Senhor das Forças do Mal – e se tornou um demônio feminino, símbolo da rebeldia contra o patriarcado.

O que representa Lilith na Astrologia

Lilith na Astrologia é uma temática bem controversa. Alguns astrólogos acreditam que a influência de Lilith não é tão importante assim, enquanto outros consideram fundamental.

Um dos pontos mais importantes da influência de Lilith é a sexualidade, bem como os instintos mais secretos e os nossos desejos mais ocultos.

Lilith na Astrologia também mostra as questões em que colocamos mais expectativa, mas que nunca acontecem como queremos. É importante lembrar que a própria deusa era frustrada por ser obrigada a se submeter a Adão.

Lilith nos signos também define os nossos desejos de infância, mas que não nos foram permitidos.

Finalmente, Lilith na Astrologia também mostra a nossa genialidade, ou seja, onde está o nosso potencial inato, que vai variar de acordo com onde está a Lilith nos signos.

Se não é utilizado, o potencial pode acabar causando não só uma grande frustração, mas até mesmo distúrbios.

Características de Lilith em Câncer

A influência de Lilith em Câncer possui uma grande carência e o desejo de estar rodeado de pessoas, sobretudo sua família. Entretanto, quem possui Lilith em Câncer pode acabar se abalando por pequenas coisas e, assim, criando mágoas e traumas em relação à família.

A insatisfação com a família é uma das principais características de Lilith em Câncer, pois o indivíduo sente que nunca é amado pelo que é e que não está fazendo o suficiente.

É comum que a pessoa com Lilith em Câncer tenha problemas em relação à maneira com que foi criada e educada.

Sexualmente falando, Lilith em Câncer é muito fechada, assim como os próprios sentimentos. Consequentemente, é difícil para quem possui Lilith em Câncer se abrir para novas experiências. Por exemplo: precisa ter um laço afetivo de confiança para se entregar.

A pessoa com Lilith em Câncer costuma se relacionar com pessoas mais velhas, na busca de alguém que tenha paciência. Entretanto, na ânsia de criar um lar feliz, pode ser que nem tudo seja da maneira como deseja e, por isso, acabe se frustrando.

Porém, ao desejar ser amado de todo o coração e se sentir sempre abandonado faz com que o nativo de Lilith em Câncer, muitas vezes, acredite que o melhor que têm a fazer é reprimir essa sua necessidade de carinho. E é aí que surge a mágoa, pois não é do feitio de Câncer ser desapegado.

Para se livrar dessa insegurança, quem possui Lilith em Câncer deve fazer meditação e combinar exercícios físicos solo, tais como caminhada, com exercícios de grupo, tais como a dança, esportes como futebol etc.

Também é importante consumir chás calmantes, sobretudo para conter as crises de insegurança e os traumas. Criar o hábito de meditar também é muito importante, especialmente para afastar os sentimentos de ser incompleto.

Além disso, também é muito importante para o indivíduo com Lilith em Câncer fazer Constelação Familiar, sobretudo para assumir o próprio lugar na família, sem o apego exacerbado aos seus familiares e sem insegurança.

Encontrando o equilíbrio, quem tem Lilith em Câncer vai se sentir muito mais pleno e será capaz de construir relacionamentos saudáveis e felizes.

Você gostou de nosso artigo sobre Lilith em Câncer? Lembrando que é importante conhecer a nossa Lilith, pois a nossa sombra é uma parte importante de nós e pode ser uma grande aliada caso seja trabalhada.