As Doze Casas Astrológicas – Confira as principais características de cada uma



Compartilhe tudo sobre os signos:

Aqui, neste texto, trataremos das Doze Casas Astrológicas. Nele, explicaremos a relevância das casas astrológicas, apresentaremos a classificação delas em casas angulares, sucedentes e cadentes e falaremos de cada uma delas.

características das doze casas astrológicas

O que são as casas astrológicas

As casas astrológicas são 12 divisões do mapa astral e correspondem a divisões imaginárias do céu. Entre elas, são distribuídos os planetas no mapa astral. Cada casa astrológica rege aspectos específicos da vida.

Existem diversos sistemas de casas astrológicas usados para efetuar a divisão do mapa astral em casas. Astrólogos diferentes podem usar sistemas diferentes, e o mesmo astrólogo pode fazer uso de um sistema ou de outro de acordo com o que sinta necessário.

O mais simples dos sistemas de casas astrológicas é o de Casas Iguais, que localiza o ascendente na cúspide (entrada, traço que separa uma casa da precedente) da Casa 1 e divide o mapa astral em 12 casas de mesmo tamanho, ocupando, portanto, cada uma delas um ângulo de 30°.

Hemisférios do mapa astral

No mapa astral, as casas formam quatro hemisférios: os hemisférios norte e sul e os hemisférios leste e oeste, cada um deles com seis casas. Os planetas são distribuídos pelas casas. Quanto mais planetas houver em uma região do mapa astral, mais importante serão as influências ligadas a ela.

Contraintuitivamente, o hemisfério norte fica na metade inferior do mapa; o hemisfério sul, na metade superior; o hemisfério leste, na metade esquerda do mapa e o hemisfério oeste, na metade direita do mapa.

O hemisfério norte contém as casas 1, 2, 3, 4, 5 e 6. A concentração de planetas nessa região costuma indicar uma pessoa introspectiva e que não deseja muita exposição. Esse desejo de privacidade pode levar ao isolamento.

O hemisfério sul contém as casas 7, 8, 9, 10, 11 e 12. A concentração de planetas nessa região costuma indicar uma pessoa extrovertida, com facilidade para estabelecer conexões com as outras pessoas e o desejo de atenção e reconhecimento.

O hemisfério leste contém as casas 10, 11, 12, 1, 2 e 3. Pessoas que apresentam concentração de planetas nessa parte do mapa tendem a ser independentes, tenazes e cientes de que é preciso lutar pelo que desejam. Podem ser um pouco agressivas quando buscam os resultados que querem e em suas interações com as outras pessoas.

O hemisfério oeste contém as casas 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Pessoas que apresentam concentração de planetas nessa parte do mapa tendem a ter voltadas ao relacionamento com as outras pessoas. Tendem a ser pessoas otimistas, que acreditam que as coisas boas acontecem naturalmente.

É relativamente comum que dediquem muito esforço a ajudar as outras pessoas. Podem ser vítimas de aproveitadores, podem acabar se descuidando dos próprios interesses e podem se tornar dependentes em demasia da opinião alheia.

Casas angulares, sucedentes e cadentes

As casas astrológicas podem ser classificadas em casas angulares, sucedentes e cadentes. As casas angulares são as casas 1, 4, 7 e 10. Costumam ser consideradas as de influência mais forte.

As casas sucedentes são as casas 2, 5, 8 e 11. As casas cadentes são as casas 3, 6, 9 e 12. Tradicionalmente, são consideradas as de influência mais fraca.

As doze casas astrológicas 

Casa 1

A Casa 1 está ligada à identidade da pessoa e a como ela se apresenta no mundo, incluindo sua aparência física, a como ela vê a realidade e aos aspectos da personalidade que ficam mais evidentes para as outras pessoas. Está ligada ao planeta Marte.

Casa 2

A Casa 2 rege o que possuímos e valorizamos. Embora se relacione ao dinheiro e à prosperidade material de modo geral e à nossa capacidade de alcançá-la, também rege os bens intangíveis que possuímos, como a autoestima, nossos talentos inatos e nossos valores morais. Está ligada ao planeta Vênus.

Casa 3

A Casa 3 rege a comunicação e a capacidade de compreensão. Também rege as relações com pessoas próximas, como irmãos, amigos e outros indivíduos com quem trocamos ideias com frequência. Está ligada ao planeta Mercúrio.

Casa 4

A Casa 4 rege a vida doméstica bem como com a relação que a pessoa tem com seus pais. Está relacionada à criação que a pessoa teve e a como ela se comporta em sua casa. Está ligada à Lua.

Casa 5

A Casa 5 rege atividades recreativas e à expressão criativa. Está também ligada à concepção e aos filhos, tanto os físicos como os que são produtos do intelecto e da criatividade. Está ligada ao Sol.

Casa 6

A Casa 6 rege o serviço que se presta aos outros. Está ligada também às tarefas que preferiríamos não fazer, mas temos que fazer. Relaciona-se também a certos aspectos ligados à saúde como a higiene pessoal, o sono e a alimentação. Está ligada ao planeta Mercúrio.

Casa 7

A Casa 7 rege parcerias, como as de negócios, contratos, sociedades, diplomacia e relacionamentos como os casamentos. Essa casa indica como nos relacionamos com as pessoas próximas. Está ligada ao planeta Vênus.

Casa 8

A Casa 8 rege relações sexuais e compromissos de vários tipos. Também está ligada à realização de investimentos e negócios, ao uso de recursos de outras pessoas e a fundos mantidos em conjunto. Ela rege o que pode ser obtido de nossas relações com outras pessoas. Está ligada ao planeta Marte, segundo a Astrologia tradicional, e ao planeta Plutão, segundo a Astrologia moderna.

Casa 9

A Casa 9 rege a busca por sentido e propósito. Também está ligada ao aprendizado de modo geral e à expansão de nossos horizontes, especialmente através de nossas experiências. Está ligada a Júpiter.

Casa 10

A Casa 10 está ligada a como o indivíduo se integra à sociedade que faz parte, como ele é visto. Rege especialmente sua busca por reconhecimento, a notoriedade e o prestígio que alcança e como ele lida com eles. Relaciona-se ainda à motivação e à ambição dos indivíduos e à atuação de governos, empregadores e outros indivíduos e organizações em posições de poder. Está ligada a Saturno.

Casa 11

A Casa 11 está relacionada a sonhos, esperanças e oportunidades. Relaciona-se ainda a amizades e a grupos, incluindo organizações sem fins lucrativos. Rege como buscamos ser criativos em um contexto coletivo. Segundo a Astrologia tradicional, está ligada a Saturno. Segundo a Astrologia moderna, está ligada a Urano.

Casa 12

A Casa 12 está relacionada ao subconsciente e a tudo o mais que está oculto. Por isso, pode estar relacionada a descobertas, como as científicas. Ela também se relaciona ao altruísmo, à capacidade de sacrifício e ao processo de transcendermos nossos interesses egoístas. Também se refere ao que pensamos sobre questões espirituais. Está ligada ao planeta Netuno.

Conclusão

Neste texto, aprendemos um pouco sobre as doze casas astrológicas e os aspectos de nossas vidas regidos por cada uma delas. Com isso, podemos entender melhor a influência que a distribuição dos planetas pelo mapa astral diz sobre nós.