A Casa 1 na Astrologia – A identidade da “Casa do Eu”



Compartilhe tudo sobre os signos:

Este artigo tem por objetivo falar sobre a Casa 1 e explicar sua importância para o entendimento do mapa astral. Antes, porém, de tratarmos do significado da Casa 1, vejamos brevemente o que são casas astrológicas e por que razão elas são relevantes.

a casa 1 na astrologia

Breve revisão sobre as casas astrológicas

O conceito de casa astrológica é básico para o entendimento do mapa astral e do que ele tem a dizer sobre uma pessoa. As doze casas astrológicas são divisões do mapa astral que representam divisões imaginárias do céu. Segundo a astrologia, cada uma das casas rege determinados aspectos da vida humana.

Os planetas, o que na astrologia inclui astros como Lua e Sol, relevantes para a elaboração e interpretação do mapa astral, são distribuídos pelas casas astrológicas de acordo com os dados de nascimento da pessoa, como data, hora e local.

A configuração dos planetas no mapa determina a influência que as casas exercerão sobre a pessoa, afetando aspectos como sua personalidade, suas relações com as outras pessoas, sua saúde, seu modo de lidar com assuntos como dinheiro e até o que entendemos como sorte.

Evidentemente, o desenrolar da vida de uma pessoa depende de vários fatores. A configuração dos astros no mapa astral apenas fornece uma estrutura básica na qual fatores como o ambiente em que o indivíduo está inserido e as experiências pelas quais ele passa se encaixam e exercem sua influência.

As casas astrológicas podem ser divididas em angulares (Casas 1, 4, 7 e 10), sucedentes (2, 5, 8 e 11) e cadentes (3, 6, 9 e 12). As casas angulares são consideradas as que exercem influências mais fortes entre as casas astrológicas. As casas cadentes são consideradas as que exercem as influências mais fracas.

O que significa a Casa 1

Agora que revisamos o conceito de casa astrológica, podemos tratar das características específicas da casa, do que ela simboliza e de qual é sua importância.

Como vimos acima, a Casa 1 é uma das casas angulares do mapa astral, aquelas cuja influência é considerada mais forte. Além disso, ela faz parte do hemisfério norte ou setentrional do mapa.

A preponderância do hemisfério norte do mapa astral, caracterizada pela concentração de planetas nessa região do mapa, a qual inclui também as casas 2, 3, 4, 5 e 6, costuma indicar indivíduos introspectivos que prezam sua privacidade e são fortemente influenciados por suas raízes e pela criação que tiveram.

É importante que essas pessoas não confundam privacidade com isolamento e sejam capazes de estabelecer relações sociais que as ajudem a aprender e a alcançar seus objetivos.

O signo ascendente, também simplesmente chamado de ascendente, é o signo que se levantava no céu quando a pessoa nascia. Ele está relacionado a como nos apresentamos ao mundo e como somos vistos pelas outras pessoas. Por isso, é comum que o signo ascendente seja comparado a uma máscara que usamos em nossas interações com os outros indivíduos.

Por exemplo, pessoas com ascendente em Capricórnio costumam ser sérias, maduras e disciplinadas. São pacientes, responsáveis e se dedicam muito ao que fazem. Tendem a ser formais e a manter certa distância emocional dos outros em suas interações pessoais.

No mapa astral, o ascendente localiza-se na cúspide da Casa 1. A cúspide de uma casa astrológica é a linha que a separa da casa precedente.

A Casa 1 simboliza a identidade das pessoas e como elas são percebidas pelo mundo exterior. É comum que ela seja chamada de Casa do Eu. Ela rege aspectos como o temperamento da pessoa, sua autoestima, seu corpo e sua aparência física, especialmente o formato da cabeça e da face, seus gostos, sua maneira de se comportar, seus mecanismos de defesa e sua visão básica de mundo.

Como se vê, além da aparência do indivíduo, muito do que consideramos sua personalidade está no escopo da Casa 1. Sua influência é muito grande e ajuda a condicionar as influências exercidas pelas demais casas.

É interessante ainda que a Casa 1 esteja relacionada tanto ao interior, à identidade da pessoa, quanto ao exterior, ao seu corpo e às manifestações mais óbvias e visíveis de sua personalidade.

Muito apropriadamente, a Casa 1 está especialmente ligada às circunstâncias do nascimento e às experiências de infância da pessoa, bem como a inícios de seus projetos, seu modo de tomar iniciativas e a primeira impressão que ela passa aos outros.

Ela também está ligada ao que os indivíduos desejam da vida, a como tentam obter isso e à capacidade que possuem de pôr em prática seu potencial.

Signos com afinidade natural com a Casa 1 e o planeta que a rege

Cada casa do mapa astral tem afinidade natural com um signo, além de ser regida por um planeta. O signo de Áries tem afinidade natural com a primeira casa do mapa astrológico. O planeta regente da Casa 1 é Marte.

Exemplo da influência exercida por um planeta na Casa 1

Como exemplo, vejamos agora a influência que a presença de um planeta específico, Marte, na Casa 1, pode ter sobre quem a apresenta em seu mapa astral.

Pessoas com Marte na Casa 1 tendem a gostar de liderar e de ser os primeiros em tudo. Seu entusiasmo, especialmente com o início de projetos, pode ser contagiante. Preocupam-se com a aparência pessoal delas. Prezam sua independência. São ambiciosas, competitivas e estão dispostas a trabalhar muito para alcançar seus objetivos. São cheias de energia e capazes de produzir muito.

Desejam ter suas qualidades e realizações reconhecidas pelos outros. Podem ficar impacientes quando suas ações demoram a dar o resultado desejado e frustradas se as coisas não acontecem do jeito que esperavam.

Costumam ter boa organização pessoal e grande vitalidade física, embora estejam especialmente sujeitas a acidentes. São diretas demais em suas interações com as outras pessoas.

Infelizmente, não é incomum que o excesso de energia e a falta de diplomacia resultem em conflitos da pessoa com Marte na Casa 1 com outros indivíduos, mesmo que não tenha sido ela quem começou a briga. Dessa maneira, podem surgir rixas que um pouco de paciência ou certa dose de tato poderiam ter prevenido.

Pode ser difícil que essas pessoas recuem quando confrontadas ou diante de desafios que apareçam em sua frente. Geralmente são corajosas e aventureiras e podem até ser um pouco impulsivas e imprudentes. A impulsividade e a imprudência podem levar a decisões equivocadas.

É relativamente comum que pessoas com Marte na Casa 1 atuem em áreas como contabilidade, mecânica, engenharias ou trabalhem com tecnologia de modo geral.

Conclusão

Acima, aprendemos um pouco sobre a primeira casa do mapa astral e a influência que ela exerce sobre a personalidade dos indivíduos e sobre suas circunstâncias. Como pudemos ver, a Casa 1 rege alguns dos mais importantes aspectos da experiência humana e responde por muito do que consideramos características definidoras de uma pessoa.

Esperamos que este artigo sobre a Casa 1 do mapa astral tenha tirado suas dúvidas sobre o assunto e colaborado para seu entendimento de si mesmo e dos outros.